sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Caixa de madeira









A Primeira coisa que você vai precisar para fazer uma caixa de madeira é comprar as madeiras kkk 

Piadas a parte...


Construir um caixa não é uma tarefa dificil, o que complica é os tipos de ferramentas que você tem disponiveis ao seu alcance, isso sem duvida vai determinar o tempo de trabalho e a qualidade final de acabamento.

Facilita se encontrar as madeiras aplainadas ja nas espessuras desejadas, vai precisar apenas cortar e medir os tamanhos corretos. A primeira caixa nas fotos a seguir eu fiz para um amigo guardar sua coleção de livros, é uma caixa bem simples



As laterais ja cortadas, com auxilio de uma serra tico-tico

Depois de cortar, é bom lixar para evitar farpas nos dedos

Hora de juntar tudo para ver como vai ficar
E os ultimos calculos e ajustes antes de pregar tudo e colar.

Como a caixa é simples, preferi pregar as juntas e colar para ficar bem firme e resistente.
 A tampa foi pintada de preto e as faixas laterais puramente estéticas. O resultado final é este:









Aproveitando o embalo


Eu tinha por aqui algumas tiras de cedro, estavam bem retas e aplainadas em uma espessura boa para se fazer outra "BOX"



Eu gosto das coisas retrô, então a ideia aqui foi fazer tudo a mão, sem usar nenhuma ferramenta elétrica :)


Laterais cortadas, hora de conferir as medidas
 O esquadro é fundamental na construção da caixa.




 O acabamento é em nitro, todo feito a mão também.



A Caixinha montada



A Tampa de mogno 











1/14/14/21/9/20-3/15/5/16/20/9/19












quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Restauração violão Giannini 1964





Após acompanhar meus trabalhos através da page no facebook da G-Marx Custom Guitars, meu recente amigo P.G comentou ter um violão que se encontrava em péssimo estado por se tratar de um violão antigo qual ficou muito tempo parado e começou a descolar.

Depois de algumas conversas ele me trouxe esse violão que estava mesmo com um aspecto muito ruim.

O sr. P.G contou a historia do violão e pude observar que o valor sentimental agregado ao instrumento sem duvida era o fator mais importante para a restauração, porém eu não costumo reformar violões antigos que estejam com sua estrutura muito condenada pois o trabalho é muito difícil e o resultado final pode não ser o dos mais esperados, visto que as madeiras ja estavam tortas e ficaram assim por décadas.. Mesmo refazendo tudo o trabalho é o mesmo que fazer um violão do zero, mas usando as madeiras castigadas do instrumento original antigo.

A principio eu não iria fazer pois o trabalho é muito delicado e exige muita técnica e experiência, visto que aqui na G-Marx estou acostumado a fazer reparos leves, e este era um trabalho muito mais complexo visto que envolve toda a estrutura já bem frágil do violão.

fig.1 Violão quando chegou, em uma capa Di-Giorgio de pano provavelmente das decadas de 60/70

Conversei com outros luthiers cuja especialidade é exclusivamente violões, mas ninguém quis fazer o trabalho visto que era complicado e muito acima do orçamento proposto.

Resolvi então encarar o desafio da restauração, pois seria um verdadeiro crime deixar este violão no estado lastimável no qual se encontrava, pois não é  só um simples pedaço de madeira mas sim o pedaço da história de uma vida e um tempo que não volta.


QUANDO O VIOLÃO CHEGOU















EM TRATAMENTO APÓS ALGUNS MESES NO TRABALHO DE DESEMPENO DA MADEIRA, RECOLAGEM E REFORÇO NA ESTRUTURA






















O CUIDADOSO TRABALHO DE ACABAMENTO

 









ACABAMENTO FINAL TODO FEITO A MÃO COM OS MESMOS MATERIAIS USADOS NA DÉCADA DE 60











1° FASE ACABAMENTO NITRO






2° FASE ACABAMENTO NITRO ENVELHECIDO









3° FASE ACABAMENTO FINAL NITRO ENVELHECIDO














VIOLÃO PRONTO
















ANTES E DEPOIS


















*1964- **2015